MIA ciência

UA_DBIO
                 1logotipo_cesam2

cibiologo

UAcores

 

 


As palestras de ciência contam com o apoio de cientistas pertencentes a unidades de investigação da Universidade de Aveiro (CESAM-UA) e da Universidade dos Açores (CIBIO-Açores) e que trabalham na área da ecologia de cianobactérias e microalgas.


11 fevereiro 2016 | Engenho – Associação Desenvolvimento Local do Vale do Este | Santa Maria de Arnoso, Vila Nova de Famalicão

As palestras e oficinas de ciência sobre “O Mundo Invisível da Água”, dirigidas pela bióloga Daniela Figueiredo, do Dep. Biologia & CESAM da Universidade de Aveiro, trazem sempre algo de novo, que não se sabia antes de lá chegarmos.
DSC_0146 DSC_0262

Os pequeninos da Creche e Ensino Pré-Escolar puderam ouvir falar de novos organismos, chamados de microalgas e cianobactérias, que não se podem ver (a não ser ao microscópio, como comprovado por eles), mas que são muito importantes para alimentar animais muito pequeninos também, que, por sua vez, servem de alimento aos peixes pequenos, que vão alimentar os peixes grandes (geralmente os que comemos ao almoço ou jantar). Assim, começam a entender como funciona a cadeia trófica aquática.

E como a Comunicação de Ciência não é dirigida apenas a quem está em idade escolar, mas sim a toda a população, fizémos uma palestra/oficina de ciência MIA para os “jovens” do Lar e Centro de Dia da ENGENHO. Esta foi uma das diversas atividades previstas pelo MIA, fora da comunidade escolar.

DSC_0352Um grande obrigada a toda a equipa e aos “jovens” interessados no assunto das microalgas e cianobactérias!

IMG_20160211_150810


23 a 27 novembro 2015 | Agrupamento de Escolas da Murtosa | Escola Básica Integrada | Torreira, Murtosa

A palestra MIA ocorreu para alunos do 3º ciclo (7º e 8º anos), contando com o apoio dos professores Ana Resende e Carlos Meneses, aos quais agradecemos o envolvimento no projeto MIA. Mais uma vez, com a ajuda da Daniela Figueiredo, do Dep. Biologia & CESAM da Universidade de Aveiro, falámos de fitoplâncton, zooplâncton, alterações climáticas e “blooms”, assim como os perigos associados a este crescimento excessivo do fitoplâncton, com impactos na economia ligada à pesca. Esta situação foi bastante discutida, com uma participação ativa dos alunos, cuja maioria tem familares pescadores.


23 a 27 novembro 2015 | Agrupamento de Escolas da Murtosa | Jardim de Infância da Torreira (turmas 1, 2 e 3) | Torreira, Murtosa

Todas as crianças do Jardim de Infância da Torreira ouviram falar de assuntos como organismos verdes invisíveis (microalgas e cianobactérias), que são o alimento de animais muito pequeninos, que, por sua vez, servem de alimento a peixes pequenos, que vão alimentar peixes grandes – aqui surge o conceito básico da cadeia trófica aquática.


16 a 20 novembro 2015 | Agrupamento de Escolas da Murtosa | Jardim de Infância da Escola Básica de São Silvestre e Jardim de Infância da Escola Básica do Monte (turmas 1 e 2) | Murtosa

As sessões MIA arrancaram no Agrupamento de Escolas da Murtosa, na semana de 16 a 20 de novembro de 2015. Nestas palestras de ciência, contámos com a presença da bióloga Daniela Figueiredo, do Dep. Biologia & CESAM da Universidade de Aveiro, trazendo assuntos diversos para discussão, de acordo com a faixa etária do público-alvo.

MIAp_IMG_20151118_110828 MIAp_IMG_20151118_110345

Começaram com palestras de ciência para crianças do ensino pré-escolar (Escola Básica de Monte e Escola Básica de São Silvestre), abordando temas como a cadeia trófica aquática e a diversidade de cianobactérias e microalgas. Agradecemos a colaboração das educadoras Maria Emília (Jardim de Infância de São Silvestre), Lídia Brandão e Estela Gama (Pré-primária do Monte).


18 novembro 2015 | Agrupamento de Escolas da Murtosa | Escola EB 2, 3 e Secundário – Padre António Morais da Fonseca | Murtosa

MIAp_IMG_20151118_152215 MIAp_IMG_20151118_112032

Para os jovens do 3º ciclo do ensino básico da Escola EB 2, 3 e Secundário – Padre António Morais da Fonseca,  as palestras focaram temas como a diversidade fitoplanctónica, blooms e perigos associados, aplicações tecnológicas e astrobiologia. Agradecemos todo o apoio dos professores de Ciências Francisco Deus, Emília Cadabau e Aldina Silva, do psicólogo Jorge Vieira e da direção do agrupamento.


31-10-2015 | Horta, Ilha do Faial, Açores (Portugal)

MIAp_Azores2 MIAp_azores1

Apresentação do projeto MIA – revelando o Mundo Invisível da Água nas V JORNADAS DE ART’AMBIENTE, para professores e formadores nas áreas das Artes e do Ambiente.


Temas abordados

O início da vida na Terra…

  • Cianobactérias como primeiros organismos fotossintéticos

Diversidade fitomicrobiana

  • Explorar a nomenclatura científica dos géneros de cianobactérias e microalgas
  • Explorar a morfologia diversa destes organismos

Cadeia trófica aquática

  • Quem come quem?
  • Compreensão do equilíbrio ecológico

Ecologia

  • Como vivem? (Fisiologia – explorar a fotossíntese, fixação do azoto em certas cianobactérias)
  • Porque formam “blooms”? Quais os perigos de um “bloom”?

Aplicações tecnológicas do fitoplâncton

  • Explorar as diversas vertentes tecnológicas em que o fitoplâncton pode ser ser aproveitado (biodiesel, farmácia, cosmética, agricultura, etc.)

Astrobiologia

  • Explorar as potencialidades de cianobactérias como colonizadoras interplanetárias.